24/04/2018

Resenha de obras literárias 2º ANO B

Roteiro para resenha de obras literárias

1. Identificar os seguintes elementos
a) Foco Narrativo ( 1ª ou 3ª pessoa)
b) Personagens principais: Características físicas e psicológicas
c) Época ( Elementos característicos)
d) Espaço ( Dê a descrição do espaço)
e) Assunto ou enredo ( Resumo da situação inicial, quebra da situação, conflito, final)

2. Resenha crítica
a) O que aprendi lendo essa obra?
b) Valeu a pena ler? Por quê?

3. Bibliografia
a) Editora, Ano, Cidade, Edição, Título, Autor
b) Livro de onde foi tirado a narrativa ( Páginas)
c) Se foi da internet marque o site


Entrega até 31 de Maio de 2018

Trabalho manuscrito 
 Usar folha de papel almaço

De acordo com o final do seu número de chamada escolher o livro
Exemplo  34 escolher o número 4 da resenha que está no blog

Roteiro de trabalho de português - 1ºs anos B/C/D

RESENHA DE OBRAS LITERÁRIAS 
ENTREGA ATÉ 31 DE MAIO DE 2018

ALUNOS DOS 1ºs anos B/C/D

(Acessar o blog do professor / Menu Contos / de acordo com o final da chamada escolher uma conto)

CAPA DIGITADA no papel almaço com índice


1. NARRADOR (1ª OU 3ª PESSOA) (Retire do texto onde justifica sua resposta)

2. PERSONAGENS PRINCIPAIS 
(CARACTERÍSTICAS FÍSICAS E PSICOLÓGICAS) 

3. 
ESPAÇO ( Onde ocorre a trama da narrativa)

4. TEMPO NA NARRATIVA

5. ENREDO ( +- 10 LINHAS Resumo com as próprias palavras )

6. AUTOR DA OBRA (BREVE BIOGRAFIA)


7. VALEU A PENA LER A OBRA?

8. O QUE VOCÊS APRENDEU COM A LEITURA?

9. web grafia (qual o site que encontrou a resenha http://www.______________________

Observação: DATA DE ENTREGA ATÉ 31 de Maio de 2018

29/01/2018

Nada é de graça...- Rubem Alves



" a metade de uma aula em uma universidade, um dos alunos, inesperadamente perguntou ao professor:
- você sabe como se capturam os porcos selvagens?
O professor achou que era uma piada e esperava uma resposta engraçada. O jovem respondeu que não era uma piada, e com seriedade começou sua dissertação:
- você captura porcos selvagens encontrando um lugar adequado na floresta e puxando um pouco de milho no chão. Os porcos vêm diariamente a comer o milho de grátis. Quando se acostumam a vir diariamente, você constrói uma cerca ao lado do local onde eles se acostumaram a vir. Quando se acostumam com a cerca, eles voltam para comer o milho e você constrói outro lado da cerca...
Eles voltam a acostumar-se e voltam a comer. Você vai pouco a pouco até instalar os quatro lados do cercado em torno dos porcos, no final instala uma porta no último lado. Os porcos já estão habituados ao milho fácil e às cercas, começam a vir sozinhos pela entrada. É aí quando você fecha o portão e captura a todo o grupo.
Simples assim, em um segundo, os porcos perdem sua liberdade. Eles começam a correr em círculos dentro da cerca, mas já estão sujeitos. Depois, começam a comer o milho fácil e gratuito. Ficam tão acostumados a isso que esquecem como caçar por si mesmos, e por isso aceitam a escravidão; mais ainda, mostram-se gratos com os seus captores e por gerações vão felizes ao matadouro.
O jovem comentou com o professor que era exatamente isso que eu via acontecer no seu país, no seu estado, em sua cidade, no seu povo.
Onde governos ditatoriais, escondidos sob o manto "Democrático", Lhes esteve jogando milho gratuito pelo tempo suficiente para alcançar a mansidão sistemática.
Cada novo " Governo Salvador " disfarçando em programas de ajuda suas esmolas, dá dinheiro, missões, planos, remissão, leis de " Protecção ", Subsídios para qualquer coisa, expropriações indevidas, programas de "Bem-estar social", Festas, feiras ou festivais, uniformes, úteis, transporte "Grátis", G R A T I s!
Toda essa gratuidade que nos oferecem os governantes e cheia de felicidade para um povo acostumado com as migalhas do milho fácil e gratuito, roubam-nos a capacidade de ser críticos pensantes e pessoas empreendedoras.
No entanto, claro que nada nos saiu de graça. "Não existe almoço grátis".
Finalmente, se você se dá conta de que toda essa maravilhosa " ajuda " Governamental é um problema que se opõe ao futuro da democracia no nosso país, deveria compartilhar esta mensagem."