31/08/2014

Ilha das flores - Atividades sugeridas após o documentário


Atividade realizada a partir do documentário Ilha das Flores
Objetivos da Prática Pedagógica:
·         apresentar os princípios da Economia Solidária;
·         questionar a legitimidade do modo de produção capitalista;
·         divulgar a existência de grupos sociais organizados solidariamente nas relações econômicas.
Características do grupo a quem foi aplicada a prática:
Alunos maiores e menores de idade, empregados, desempregados, donas-de-casa, alunos em liberdade assistida, moradores da periferia e muitos deles moradores em favelas.
Dinâmica de trabalho adotada na prática pedagógica:
·         levantamento do conhecimento prévio e das hipóteses dos alunos sobre o assunto;
·         apresentação dos documentários;
·         momento para os alunos se posicionarem, opinarem;
·         realização simultânea do registro dos depoimentos;
·         realização de debates a respeito dos pontos polêmicos de cada documentário;
·         elaboração do registro individual.
Recursos necessários para a aplicação:
·         Vídeos do youtube: Ilha das Flores
·         computador;
·         projetor (canhão);
·         tela;
·         vídeos do youtube gravados em DVD;
·         aparelho reprodutor de DVD;
·         televisão.
Breve currículo do autor da prática pedagógica:
Estevam Rubens Gonçalves Moura – Biólogo formado pela Universidade de São Paulo;  Especialista em Educação pela PUC-SP;
Professor Efetivo da Rede Municipal de Ensino da Prefeitura do Município de São Paulo no Ensino Fundamental II (Ciências da Natureza) e Médio (Biologia); Professor de Biologia da Rede Particular de Ensino da Cidade de São Paulo.
RELATO
O relato seguinte resultou de uma síntese do que foi observado com as duas classes.
I) O professor apresentou o nome do documentário e solicitou que os alunos formulassem hipóteses a respeito do que seria apresentado. As hipóteses foram registradas, por uma aluna, na lousa, lá mantidas até o término da exibição. Houve também o registro, pelo professor, num caderno. Elas são as seguintes:
a) Filme que fala do cultivo de plantas, cheias de flores.
b) Esse filme deve apresentar um lugar muito bonito, pois tem flores.
c) Deve ser um filme sobre amor, lua-de-mel.
d) Deve ser um lugar bem bonito e bem legal, mas deve ser longe, pois é uma ilha.
e) Alguns alunos (meninos adolescentes) falaram que era “filme de boiola”, de torcedor do São Paulo Futebol Clube.
f) Deve ser um lugar que se chega apenas de barco ou de navio.
g) Tem ponte ligando essa ilha?
II) O professor não analisou nenhuma das hipóteses, não disse quem acertou ou errou. Ele não realizou nenhum comentário sobre o documentário.
III) Exibição do documentário sem interrupções, mas com os alunos se manifestando espontaneamente. O professor apenas solicitava um pouco de silêncio quando acontecia alguma exaltação.
IV) Após o término da exibição, o professor realizou algumas perguntas e as respostas foram registradas na lousa, numa coluna ao lado das hipóteses anteriormente formuladas.
Gostaram do filme?
O que vocês acharam? Era aquilo que vocês pensaram?
Como vocês se sentiram?
Por que essa situação acontece?
Daria para modificar essa situação?
As respostas e comentários foram os seguintes:
a) Nada a ver. Muito feio e triste.
b) Isso realmente é de verdade? Isso aconteceu? Claro, alguém disse. Você já não viu pessoas e crianças fuçando no lixo aqui em São Paulo?
c) É mais feio do que nas favelas. Esse comentário foi seguido de protesto por alguns alunos que vivem em favelas.
d) Os caras deviam era comer os porcos. Qual? Os palmeirenses? Risadas e protestos.
e) Judiação daquelas crianças.
f) Como eu me senti? Sei lá. “Mó mal.”
g) Isso entristeceu a gente.
h) Acontece por que os caras têm filhos e não conseguem criar direito. Não tem grana. Salário descente, bom. Não tem nada a ver com não saber criar direito não. Eu até aposto que as mães devem ser domésticas, só que o salário é pouco.
i) Não sei se dá para modificar, tem gente que gosta, bom não é que gosta, mas que já está acostumada com pobreza. Eles não acham ruim viver assim. Nada disso. Ninguém gosta de viver no meio do lixo ou catando coisas no lixo. É por que não tem onde buscar as coisas mesmo.
V) O professor sugeriu exibir o documentário novamente na próxima aula, para que eles pudessem analisá-lo melhor. A reação da classe foi a seguinte:
a) Deixa disso. Está louco? Ver essa coisa triste novamente.
b) Não precisa não. Se vai passar um filme, um legal, bonito e alegre agora.
VI) Atividade para casa. Anotem no caderno.
A partir do que foi exibido no filme, você deverá pensar no seguinte:
“A sociedade brasileira deve ser desse jeito, com gente tendo que revirar o lixo para encontrar comida e outros materiais para sobreviver?”
A tarefa não irá valer nota. O professor recomendou que cada aluno escrevesse no caderno o que pensou e, caso quisesse, mostrar ao professor na próxima aula, depois de dois dias.

VII) Alguns alunos escreveram algumas coisas, dizendo que não concordavam com a miséria. Outros alunos falaram sobre o filme, pois entenderam que era para fazer um resumo do que viram e não se posicionaram. Alguns alunos aceitaram em ler o que escreveram. Outros pediram para que um colega lesse o que eles escreveram.

Vida Maria - Atividades sobre o documentário

ATIVIDADES PARA APÓS O FILME : VIDA MARIA

 01) O que a cena sugere sobre o espaço nela representado: ele é urbano ou rural? Que elementos permitem afirmar isso?

 02) Que tipo de sensação o curta provocou em você? ( ) Pena ( ) Descrença ( ) Revolta ( ) Tristeza ( ) Outro (qual?) _____________

 03) Justifique a resposta dada à questão anterior:

 04) Por que o autor escolheu justamente o nome composto Maria José para a protagonista e não outro? O que essa escolha revela?

 05) Por que para a mãe de Maria José “desenhar o nome” era perda de tempo? O que você pensa a respeito dessa opinião dela? Comente: 

06) Que recurso foi usado para marcar a passagem do tempo?

 07) Por que o autor mal apresentou a personagem Antônio e logo em seguida Maria já estava grávida?

 08) O curta aborda um tema bastante discutido ultimamente, que é a questão do trabalho infantil. O que você pensa a respeito disso? Você acha que em regiões urbanizadas também existem crianças que trabalham?

 09) Além de abordar o trabalho infantil, o curta aborda um hábito cultural que é passado de geração em geração. Que hábito é esse? Como foi possível perceber isso no filme?

 10) Por que provavelmente todas as Marias escolhiam “desenhar o nome” no mesmo caderno e sempre no mesmo lugar: na janela? “Viaje” para responder!

 11) De que parte do curta você mais gostou? Por quê?

 12) Que mensagem o curta lhe transmitiu? Explique da melhor maneira possível:

 13) Podemos dizer que todas as Marias que passaram por aquele caderninho tiveram, de certa forma, um mesmo sonho. Qual?

 14) Agora escreva um bilhete destinado a todas as Marias:

Os pássaros que sobrevoam nossas selvas edênicas - Crônica Prof. Jerônimo


Há milhares de espécies de pássaros que são catalogados pelos nossos ornitólogos, todos são belos em sua natureza! Quero destacar apenas dois para dar início a essa  crônica. Objetivo? Bem algumas linhas abaixo deixarei o leitor ciente do que se trata.
Os falconiformes ou comumente conhecidas como o nome vulgar de “Abutres” Os mesmos têm hábitos necrófagos, tem sido os lixeiros do mundo pois fazem limpeza retirando dos campos animais mortos, e seus cheiros terríveis. Segundo a ciência, esses pássaros em cativeiros chegam a viver até 30 anos.
Outros pássaros bem diferente são os colibris, os nossos beija-flores, com nomes até então desconhecidos como: cuitelo, chupa-flor, pica-flor,chupa-mel, binga, guanambi. Existem mais de 300 espécies. Com seus bicos alongados sua alimentação é a base de néctar.
“Pois é” como dizem nossos amigos  do interior de São Paulo, Os abutres sobrevoam nossas matas com belas flores, cheiros exuberantes, uma vista maravilhosa, águas cristalinas, não percebem as belezas, pois está focado em encontrar apenas sua refeição “animais mortos” “carniça” Seu foco é apenas isso, não quer beleza, pois a beleza não importa, o que para nós é agradável para eles, desagradável.
Beija-flores são diferentes! Sobrevoam as matas e não se importa com as feiuras pois está focado nas flores para retirar os néctares.
Mesmo usufruindo do seu alimento, nos deixam sua beleza, com seus voos lindos.
Deveríamos ser com os beija-flores, não focar nossa atenção na feiura e sim no que é belo, após sermos nutridos deixar nossa beleza, nossa gratidão,  isso é muito importante
Sei que abutres cumprem seus papeis na natureza, mas essa comparação serve apenas de exemplo.
Tenho visto meu blog, muitos internautas acessam para suas pesquisas e conhecimentos, poucos deixam uma mensagem de gratidão ou mesmo apenas seu nome.
Para quem agradece, pode parecer simples, mas para mim é de grande valor. Sejamos todos como beija-flores deixando nossa beleza onde “voarmos”

30/08/2014

ACENTUAÇÃO GRÁFICA- EXERCÍCIOS



Acentuação Gráfica – EXERCÍCIOS
1. Assinale o item em que todas as palavras são acentuadas pela mesma regra de: também, incrível e caráter.
a) alguém, inverossímil, tórax
b) hífen, ninguém, possível
c) têm, anéis, éter
d) há, impossível, crítico
e) pólen, magnólias, nós
2. São acentuadas graficamente pela mesma razão as palavras da opção:
a) há – até – atrás
b) história – ágeis – você
c) está – até – você
c) ordinário – apólogo – insuportável
c) mágoa – ícone – número
3. Todas as palavras devem ser acentuadas na alternativa:
a) pudico, pegada, rubrica
b) gratuito, avaro, policromo
c) abdomen, itens, harem
d) magoo, perdoe, ecoa
e) contribuia, atribuimos, caiste
4. Assinale o item em que as palavras estão acentuadas segundo a mesma regra:
a) miúdo, pêndulo
b) história, distância
c) música, porém
d) respeitável, pálpebra
e) Lucília, três
5. Por serem proparoxítonos, deveriam estar acentuados os vocábulos da opção:
a) refrega, ibero, decano
b) aziago, pegada, avaro
c) leucocito, alcoolatra, interim
d) inaudito, batavo, erudito
e) rubrica, maquinaria, pudico
6. Qual dentre as palavras abaixo deve ser necessariamente acentuada:
a) ai
b) pais
c) doida
d) sauva
e) saia
7. A palavra que pode ser enquadrada em duas diferentes regras de acentuação é:
a) veículo.
b) abençôo.
c) límpido.
d) refém.
e) pajé.
8. A alternativa em que somente uma das palavras deve receber acento gráfico é:
a) Luis, patroa, nuvem
b) hifens, item, somente
c) arcaico, itens, caju
d) seduzi-lo, maracatu, cafezal
e) abençoe, saiu, hotel






9– (Mackenzie) Indique a única alternativa em que nenhuma palavra é acentuada graficamente:
a) lapis, canoa, abacaxi, jovens,
b) ruim, sozinho, aquele, traiu
c) saudade, onix, grau, orquidea
d) flores, açucar, album, virus,
e) voo, legua, assim, tenis



10-(INSPER 2007)
O texto a seguir foi extraído da seção “Barbara responde”, na qual a irreverente jornalista se propõe a “esclarecer” as dúvidas dos leitores. Leia-o com atenção.
RIGOR GRAMATICAL
“Aprendi que oxítonas terminadas em ‘i’ e ‘u’ não são acentuadas. Mas, e aquele banco cujo nome é oxítono e termina em ‘u’ acentuado, por que ele pode?”
                                                                                                                                                    Pasquala
Pascácia
Sei, sei. Quer dizer que você compareceu à aula das oxítonas, mas perdeu aquela que ensinava que com nome próprio cada um faz como bem entende, né, madame?
(Revista da Folha, 25/03/2007)
Analisando a pergunta da leitora e a resposta da jornalista, e considerando as regras oficiais de acentuação gráfica, é possível concluir que
a) A palavra em questão — Itaú — não é oxítona, mas proparoxítona. Segundo as regras de acentuação gráfica em vigor, todos os proparoxítonos são acentuados.
b) Embora a palavra seja realmente oxítona, a razão pela qual ela é acentuada é outra: acentuam-se as letras “i” e “u” quando formarem hiatos tônicos, sozinhos ou acompanhados de “s”.
c) Trata-se de uma exceção à regra. O mesmo ocorre com a palavra “Pacaembú”.
d) A resposta da jornalista está correta, uma vez que um fato semelhante ocorre com a grafia de seu nome,que deveria ter acento agudo: Bárbara.
e) A palavra recebe acento agudo por ser uma paroxítona terminada em “u”.


11-(INSPER)



Levando em conta as informações do primeiro quadrinho, identifique a alternativa que apresenta a palavra
que também sofreu alterações na acentuação gráfica devido à regra mencionada.
a) plateia
b) heroico
c) gratuito
d) baiuca
e) caiu
Gabarito

ACENTUAÇÃO

ACENTUAÇÃO - EXERCÍCIOS - GABARITO
GABARITO 

1. a 
 2. c 
3. e 
4. b 
5. c 
6. d 
7. a 
8. a 
9.b 
10.b  
 11.d

Acentuação

ACENTUAÇÃO

ACENTUAÇÃO
Acentuar ou não uma palavra faz toda a diferença. Confira!

A mãe chega do serviço e vê os dois meninos( 7 e 9 anos) trocando socos.
Deseperada, ela grita:
- Parem já com isso. É pecado brigar.
Os dois olham assustados para a mãe, e o mais velho diz:
- Mãe, a senhora  deixou um bilhete onde se podia ler:
-  Jesus  ensinou  que amassemos uns aos outros...

A. F. Fuini

Todas as palavras possuem acento? Na verdade, acento gráfico nem todas possuem, mas acento tônico sim. Todas as palavras possuem uma sílaba mais forte  a qual  chamamos de sílaba TÔNICA.
Exemplo:

Amor – caridade – benevolência – todo – ca

De acordo com a posição da sílaba tônica, as palavras são classificadas em:

Oxítonas -  Paroxítonas – Proparoxítonas

Há quem considere essas palavras verdadeiros palavrões, não tem a menor ideia do que sejam, mas não é tão difícil assim. Vamos a elas...

OXÍTONAS: quando a sílaba tônica é a ÚLTIMA.

bo – so – vo –  vo – vo - cantor – pastel – caqui – canguru 

PAROXÍTONAS: quando a sílaba tônica  é a PENÚLTIMA.

Empresa  – quadro – der – cil – consciência – recompensa – aniverrio – jovem - ri - nus - álbum.



PROPAROXÍTONAS: quando a sílaba tônica é a ANTEPENÚLTIMA


  todo – cânticos – vida – lâmpada – laba – ssaro 
– Exemplos: pêssego, lâmpada, árvore, sílaba, túnica, tônica, fábrica, médico, dúvida, autêntico, dígito, amássemos, exército, incômodo, depósito, trânsito, ínterim, xícara, esplêndido, bússola, hábito, idólatra, gênero, fôlego,  ônibus, vândalo, êxito, fenômeno, ídolo, úmido, efêmero, desânimo, pássaro, ótimo,  pedíssemos.

Observação: 
São acentuados todos os  monossílabos tônicos  em: a(s) pá, pás, gás; e(s): mês, três, dê( verbo dar), fé, vê-lo, vê-la; o(s) pós, cós, pôs, dó, só, pó.




Existem algumas regras de acentuação gráfica que precisamos observar para não errar na hora de escrever.


 Acentuação de acordo com o NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO



Acentuam-se graficamente:

01.As oxítonas  Terminadas em:  a, e, o, em, ens e ditongos abertos éi, ói, éu.
Exemplos: 

-     A (as)sofá, sofás, amá-lo, procurá-los. 

-     E( es)café, pelé, você,

-     O(os): avó, avô, após, camelô 

-     (em, ens) além, refém, reféns, parabéns, ninguém.

-    DITONGO ABERTO  ÉI, ÓI, ÉU seguidos ou não de S 

–éi: pastéis, anéis.

- ói: – constrói,  anzóis.

- éu: –  troféu, troféus.

OBSERVAÇÃO:

Se o ditongo for fechado, a palavra não leva acento.
correu, pensei, depois,


02.  As paroxítonas :  penúltima sílaba tônica. Terminadas em: 

- ã(s) ímã, órfãs 

-ão(s): bênção, órfãos; 

- i(s): táxi, júri ;

-  u (s) bônus,

- on (s): elétrons, próton,

-  um, uns(s) álbum, álbuns : 

- L  túnel, fácil, cônsul, amável,   ; 

- PS: bíceps, fórceps

- N: éden, abdômen, hífen;

- R: revólver, fêmur, líder, pôquer, caráter;

- X: tórax, clímax, látex ;

- ditongo: água, ânsia, petróleo, consciência, paciência, série.

Recordando ditongo: encontro de uma semivogal+ uma vogal ou vice-versa na mesma sílaba.

Observação: R O U X I N O L – as consoantes dessa palavra ajudam a lembrar uma importante regra de acentuação das paroxítonas. R L N X.

Observação
Mudança na acentuação  das paroxítonas de acordo com a nova reforma ortográfica:
1.Paroxítonas em ditongo aberto éi, ói( assembléia, idéia, atéia, paranóia, heróico)
Perderam o acento e ficaram assim: assembleia, ideia, ateia, paranoia, heroico.
 


05. Acento diferencial:
alguns acentos foram mantidos. Exemplo:

- Pôde (passado) pode(presente) . Ele não pôde chegar ontem por causa da chuva.  Ela não pode carregar tanto peso.


- Pôr(verbo) por (preposição) Vou pôr o dinheiro no banco por segurança.  

- Dê(verbo) de (prep.):-me um copo de água, por favor.

-  Tem(singular)/ têm(plural): Ele tem dinheiro. Eles têm dinheiro. 
Vem(singular) vêm  Ela vem.Elas vêm. 

06. Acentuam-se o i e o u  sozinhos ou seguidos de S quando formam hiato com a vogal anterior. 
 fa-ís-ca, sa-ú-de, ra-í-zes, pa-í-ses, sa-ú-va, Ja-ca-re-í, pa-ís, Ja-ú, ba-ú,  sa-í-das, ve-í-cu-lo, e-go-ís-mo, ba-la-ús-tre.  

Recordando...
HIATO:  encontro de duas vogais em sílabas separadas

O QUE MUDOU COM O NOVO ACORDO:

Perderam o acento diferencial:
Pára(verbo)
Ele não para no farol vermelho.

Pêra( fruto)
Comi uma pera deliciosa.

Observação:
perderam o acento as vogais duplas em vôo, abençôo/ vêem, lêem, dêem, crêem.
Agora é assim:
voo, abençoo/ creem, deem, veem, leem.

As letras ( i) e ( u) TÔNICAS sozinhas depois de ditongo perderam o acento:
feiúra > feiura
baiúca > baiuca

Caiu  o acento agudo do ú nos grupos gue, gui

ANTES       AGORA
apazigúe     apazigue
argúi            argui
averigúe     averigue


O trema deixou de existir.
Antes                Agora
lingüiça              linguiça
freqüente           frequente
ambigüidade      ambiguidade

Acentuação Gráfica – EXERCÍCIOS
1. Assinale o item em que todas as palavras são acentuadas pela mesma regra de: também, incrível e caráter.
a) alguém, inverossímil, líder
b) hífen, ninguém, possível
c) têm, anéis, éter
d) há, impossível, crítico
e) pólen, magnólias, nós


2. São acentuadas graficamente pela mesma razão as palavras da opção:
a) há – até – atrás
b) história – ágeis – você
c) está – até – você
c) ordinário – apólogo – insuportável
c) mágoa – ícone – número


3. Todas as palavras devem ser acentuadas na alternativa:
a) pudico, pegada, rubrica
b) gratuito, avaro, policromo
c) abdomen, itens, harem
d) magoo, perdoe, ecoa
e) contribuia, atribuimos, caiste


4. Assinale o item em que as palavras estão acentuadas segundo a mesma regra:
a) miúdo, pêndulo
b) história, distância
c) música, porém
d) respeitável, pálpebra
e) Lucília, três


5. Por serem proparoxítonos, deveriam estar acentuados os vocábulos da opção:
a) refrega, ibero, decano
b) aziago, pegada, avaro
c) leucocito, alcoolatra, interim
d) inaudito, batavo, erudito
e) rubrica, maquinaria, pudico


6. Qual  palavra deve ser necessariamente acentuada:
a) ai
b) pais
c) doida
d) sauva
e) saia

8. A alternativa em que somente uma das palavras deve receber acento gráfico é:
a) Luis, patroa, nuvem
b) hifens, item, somente
c) arcaico, itens, caju
d) seduzi-lo, maracatu, cafezal
e) abençoe, saiu, hotel




9– (Mackenzie) Indique a única alternativa em que nenhuma palavra é acentuada graficamente:
a) lapis, canoa, abacaxi, jovens,
b) ruim, sozinho, aquele, traiu
c) saudade, onix, grau, orquidea
d) flores, açucar, album, virus,
e) voo, legua, assim, tenis


10-(INSPER 2007)
O texto a seguir foi extraído da seção “Barbara responde”, na qual a irreverente jornalista se propõe a “esclarecer” as dúvidas dos leitores. Leia-o com atenção.
RIGOR GRAMATICAL
“Aprendi que oxítonas terminadas em ‘i’ e ‘u’ não são acentuadas. Mas, e aquele banco cujo nome é oxítono e termina em ‘u’ acentuado, por que ele pode?”
                                                                                                                                                    Pasquala
Pascácia
Sei, sei. Quer dizer que você compareceu à aula das oxítonas, mas perdeu aquela que ensinava que com nome próprio cada um faz como bem entende, né, madame?
(Revista da Folha, 25/03/2007)
Analisando a pergunta da leitora e a resposta da jornalista, e considerando as regras oficiais de acentuação gráfica, é possível concluir que
a) A palavra em questão — Itaú — não é oxítona, mas proparoxítona. Segundo as regras de acentuação gráfica em vigor, todos os proparoxítonos são acentuados.
b) Embora a palavra seja realmente oxítona, a razão pela qual ela é acentuada é outra: acentuam-se as letras “i” e “u” quando formarem hiatos tônicos, sozinhos ou acompanhados de “s”.
c) Trata-se de uma exceção à regra. O mesmo ocorre com a palavra “Pacaembú”.
d) A resposta da jornalista está correta, uma vez que um fato semelhante ocorre com a grafia de seu nome,que deveria ter acento agudo: Bárbara.
e) A palavra recebe acento agudo por ser uma paroxítona terminada em “u”.
11- INSPER

 Levando em conta as informações do primeiro quadrinho, identifique a alternativa que apresenta a palavra que também sofreu alterações na acentuação gráfica devido à regra mencionada.
a) plateia
b) heroico
c) gratuito
d) baiuca
e) caiu
12-GV
Assinale a alternativa contendo as palavras acentuadas segundo a regra que determina a acentuação,respectivamente, de consciência, intrínseco e levá-lo-iam.
A) Extraordinárias; própria; país.
B) Parágrafo; porém; até.
C) Ofício; dúvida; atrás.
D) Vivência; tórax; virá.
E) Cenógrafo; bíceps; contê-las.

13- GV 2010
Leia o texto  e observe a tira


Uma ideia radical demais
“Grátis pode significar muitas coisas, e esse significado tem mudado ao longo dos anos. Grátis levanta suspeitas, mas não há quase nada que chame tanto a atenção. Quase nunca é tão simples quanto parece, mas é a transação mais natural de todas. Se agora estamos construindo uma economia em torno do Grátis, deveríamos começar entendendo o que ele é e como funciona.” Essas são as palavras que abrem o segundo capítulo de um livro lançado nesta semana nos Estados Unidos. O título é Free — The Future of a Radical Price (“Grátis — o futuro de um preço radical”, numa tradução livre). A editora Campus-Elsevier deve lançá-lo no Brasil no final deste mês. É preciso reconhecer que o autor não falta com a verdade. “Grátis” pode realmente significar muitas coisas, entre elas cobrar por um livro cuja ideia central é uma defesa apaixonada de tudo o que é gratuito.

A favor de Anderson, é necessário avisar de saída: em nenhum momento ele escreve que tudo será de graça. Sua tese central é que certos produtos e serviços podem, sim, ser gratuitos — e mesmo assim dá para ganhar dinheiro. Andersonconstrói seu argumento sobre as diferenças fundamentais entre o mundo das coisas materiais, ou o mundo dos átomos, e a internet, ou o mundo dos bits. Eis a ideia central: todos os custos dos insumos básicos do mundo digital caem vertiginosamente.
(portalexame.abril.uol.com.br/revista/exame/edicoes/0947/tecnologia/ideia-radical-demais-482570.html)






No título do texto — Uma ideia radical demais — aparece a palavra ideia e, destacada no 2º- parágrafo, a
palavra constrói. Tendo como base as informações da tira, conclui-se que
A) nenhuma das duas palavras contém ditongo, por isso a regra do acordo descrita não se aplica a elas.
B) ambas as palavras estão corretamente grafadas, tendo como referência o novo acordo ortográfico.
C) nenhuma das palavras deve receber acento agudo no ditongo aberto, pois elas são oxítonas.
D) ambas as palavras deveriam receber acento, pois este deve estar presente nos ditongos das paroxítonas, conforme o novo acordo ortográfico.
E) houve troca no acento, pois a primeira, por ser oxítona, é que deveria ser acentuada conforme o novo acordo ortográfico.

Gabarito

ACENTUAÇÃO

ACENTUAÇÃO -Gabarito
1. a 
2. c  
3. e  
4. b  
5. c 
 6. d  
7. a  
8. a  
9.b  
10.b  
11-d  
12-c  
13-b

A VER/HAVER


Há muita confusão entre as expressões nada a ver e nada haver.


A PALAVRA "QUE"


A PALAVRA "QUE"
Classificação da Palavras "Que "  

Alguém já dizia que a palavra QUE é tudo, menos verbo. Pode parecer exagero, mas isso tem um fundo de verdade.  Confira:
1.       INTERJEIÇÃO:
Quê?! Você realmente disse isso?
quê!? Isso não se faz com ninguém!
Ele tem certo quê encantador...
3.       PREPOSIÇÃO
Tenho que estudar agora.
4.       PRONOME RELATIVO
O homem que trabalha acumula riquezas.("  QUE"  substitui a palavra homem)
Observação:
Quando o que é pronome relativo, ele exerce a mesma função sintática do seu antecedente.
Veja Função sintática do pronome relativo
5.       PRONOME INDEFINIDO
Que houve com você?( equivale a que coisa)
6.       CONJUNÇÃO:
A) SUBORDINATIVA INTEGRANTE
Espero que você tenha mais sorte hoje.
B)CONJUNÇÃO  COORDENATIVA EXPLICATIVA
Venha logo, que  eu preciso de você.
C) ADVERBIAL CONSECUTIVA
Falou tanto que incomodou a classe toda.

A palavra no contexto

A palavra no contexto

A palavra deve ser analisada  no seu contexto, pois ela  pode adquirir significados diferentes. Veja a palavra LEVE na frase abaixo.
1- leve = adjetivo
2- leve = verbo

AFIM OU A FIM?



Na verdade, seria a fim dela ( a fim( separado)
Não estou a fim de você.
Não estou a fim de fazer este trabalho.

A FIM - significa  estar com vontade de, disposto a fazer alguma coisa. No caso da imagem, corrigindo a frase, ficaria  QUE ESTÁ A FIM DELA( ou seja disposto a ficar com ela ou gostando dela)

AFIM ( junto) significa ter afinidade, ser semelhante.
Temos ideias afins, comportamentos afins.( geralmente o adjetivo aparece no plural)


Exercícios
Complete as frases abaixo, usando “afim” ou “a fim”
1) Eu gostaria de ler outro livro _________ com aquele que você me emprestou.
2) Como estamos fazendo isso _________ de aprender bem a língua, não precisamos buscar raciocínio _________aos que simplificam tanto que, em verdade, criam regras.
3) Muitos não aprendem verdadeiramente o que se lhes apresenta pois não ficam _________ de refletir seriamente.
4) Sempre que fico _________ de, com poesia, aproximar-me mais da natureza, leio um bom poema de Manoel de Barros.
5) Seu ideal _________ com o meu não lhe garante a minha simpatia.
6) O eleitor deveria fazer campanhas _________de evitar que candidatos despreparados fossem eleitos.
7) Os meios de comunicação em massa não se mostram _________de realmente instruir quem os acompanha.

Gabarito

A fim/ afim

Respostas
1) Eu gostaria de ler outro livro afim com aquele que você me emprestou.
2) Como estamos fazendo isso a fim de  aprender bem a língua, não precisamos buscar raciocínio afim aos que simplificam tanto que, em verdade, criam regras.
3) Muitos não aprendem verdadeiramente o que se lhes apresenta pois não ficam  afim de refletir seriamente.
4) Sempre que fico a fim de, com poesia, aproximar-me mais da natureza, leio um bom poema de Manoel de Barros.
5) Seu ideal afim com o meu não lhe garante a minha simpatia.
6) O eleitor deveria fazer campanhas a fim de evitar que candidatos despreparados fossem eleitos.
7) Os meios de comunicação em massa não se mostram a fim de realmente instruir quem os acompanha.

ACIMA OU A CIMA?


ACIMA OU A CIMA? JUNTO OU SEPARADO?
Usa-se ACIMA( junto) para indicar posição superior. Exemplos:
João é um aluno ACIMA da média.
Às vezes, é preciso colocar a razão ACIMA do coração.
Destaque os substantivos da frase ACIMA.

Usa-se  A  CIMA quando se pode substituir por PARA CIMA
Ele me olhou de baixo A CIMA.
A roupa está rasgada de baixo A CIMA.
"Observação"
A mesma regra vale para ABAIXO A BAIXO
a) Usa-se abaixo para indicar posição inferior.

Exemplos:
O aluno deu uma resposta abaixo da média.
Esse povo vive abaixo da linha da pobreza.

b) usa-se a baixo quando se substitui por para baixo. É só trocar a preposicão para por a
Exemplo:
Ela me olhou de cima a baixo.